domingo, março 13

UMA TRAGÉDIA REAL



Não são audíveis palavras de solidariedade com o povo do Japão - pelo menos não as oiço - nem gestos, formais ou informais, pois a nossa gente, a todos os níveis, anda nuito mais preocupada com a sua vidinha.
.

2 comentários:

Galeota disse...

"...O Pe. Daisuke Naru, director executivo da Cáritas Japão , disse que "a nossa tarefa é mostrar o amor e a solidariedade, especialmente às pessoas mais vulneráveis, como os imigrantes, os idosos e os sem-abrigo. Vamos trabalhar em conjunto com outras ONGs. Neste momento , somos chamados a dar unidade e a estar perto de todo o ser humano que sofre. Já sabemos que a resposta ao nosso apelo aos fiéis vai ser muito generosa..."

Agência Zenit - 16 de Março.

packardemrodagem disse...

com as nossas vidinhas? ai não!