quarta-feira, junho 4

junho - dia 4


No ambiente político, no ar que se respira, reina uma tensão como poucas vezes se tem sentido nos últimos anos. Anunciam-se mudanças mesmo que ninguém revele ao que vem nem para onde pensa que vai. São demasiadas coincidências, nos gestos, falas, silêncios e gritas. É um tempo novo que se anuncia sem que saibamos quem dele vai beneficiar, quem nele vai perder ou ganhar, viver ou morrer. Continuar a trabalhar, o melhor que se pode e sabe. Nada mais.  

1 comentário:

Rosa Afonso disse...

Tempo novo, não sei. Talvez, outra troika. Quem vê de fora, vê os malabarismos costistas como um mau sinal.

Um abraço
Rosa Afonso