sexta-feira, agosto 31

JOSÉ ALBERTO MAR

Posted by PicasaJosé Alberto Mar

HÁ GENTE QUE MANDA NA GENTE SÓ PARA SE SENTIR GENTE


Há "gente" que manda na gente, só para se sentir gente. Eu, cá para mim, não gosto mesmo nada, dessa "gente". Prefiro, de longe, a gente que gosta da gente, sem lhe apetecer mandar na gente. Pois, essa "gente", que gosta de mandar na gente para se julgar gente, cá para mim, não são gente, mesmo. Porque se essa "gente" fosse realmente gente, entendia claramente - evidentemente, que não é necessário haver gente - por- cima & gente-por-baixo, dado que toda a gente nasce despida e toda a gente vai desta para melhor, vestida por outra gente.
Mas, porque é que o raio que os parta, dessa "gente" que continua a mandar em toda a outra gente, não começa por saber mandar bem neles próprios, para se tornarem verdadeiramente gente? Essa "gente" é muito infeliz, intranquila, sem paz por dentro, escura, etecetera, mas a gente não tem culpa, não é? embora essa "gente" nos castigue por isso. Católicos, masoquistas, destes ou daqueles ramos, igrejas disto & daquilo, governantes grandes & governantezinhos pequenininhos, lá vê a gente, aquela outra "gente" a mandar, para nos enganar, dominar, pisar e roubar a gente.
Claro que também há gente que se deixa mandar, por essa "gente", e então só é gente assim-assim, entre os 2 lados das gentes.
Nesta coisa de haver gentes, "ser ou não ser é mesmo a questão", pois não há meias – gentes, propriamente dito.

(etecetera)


- texto-esboço-inicial-inacabado-quiçá-27 de Agosto de 2007 -


José Alberto Mar
.
[Enviado por email e publicado pelos deveres da admiração.]
.

BLOGOSFERA

Posted by PicasaGaylen Morgan

Depois de uma avaria dou uma volta pela blogosfera: cada um navega nos pequenos círculos das suas obsessões.
.

quarta-feira, agosto 29

BENFICA

Posted by PicasaKatsouranis

O Benfica parecia incapaz de ganhar fosse a quem fosse. Mas desta vez, num jogo decisivo, ganhou. Os adversários eram fracos mas estou farto de ver equipas portuguesas serem eliminados por outras tidas como mais fracas.

A importância do acontecimento está, para além do Benfica, no facto de Portugal se fazer representar na fase seguinte da “Liga dos Campeões” por três equipas. O futebol vale o que vale. Mas vale muito para o ânimo e a auto estima da maioria dos portugueses.
.

BERNARDO SANTARENO

Bernardo Santareno. Um dos maiores dramaturgos portugueses de sempre. Tão esquecido e, praticamente, desaparecido da cena nacional. Travei conhecimento com o seu teatro na doca da cidade de Faro. Representava-se, de forma ousada, a sua peça "O Lugre". Morreu em 29 de Agosto de 1980.
.
Durão Barroso nunca existiu, foi sempre um pseudónimo de José Manuel Barroso.

segunda-feira, agosto 27

ALBERTO DE LACERDA

Posted by PicasaDarryl Baird

Alberto de Lacerda, um grande poeta português esquecido, morreu domingo passado em Londres. Deixo, no Caderno de Poesia, em sua homenagem, dois poemas retirados de “Poemas” – Julho de 1951 – “Cadernos de Poesia”.
.
.

NELSON ÉVORA

Posted by PicasaNELSON ÉVORA

OS NOSSOS CAMPEÕES DE HOJE, NO ATLETISMO, SÃO EXÍMIOS NAS DISCIPLINAS CHAMADAS TÉCNICAS. ANTES NÃO ERA ASSIM. NELSON ÉVORA ACABA DE SE SAGRAR CAMPEÃO DO MUNDO NO TRIPLO SALTO. AMANHÃ NAIDE GOMES, NO SALTO EM COMPRIMENTO, PODE REPETIR A FAÇANHA OU ANDAR LÁ PRÓXIMO.

ESTAMOS A FALAR DE UM CAMPEONATO DO MUNDO. VAMOS VER QUANTOS PAÍSES EUROPEUS, MEMBROS DA UE, CONSEGUEM GANHAR UMA MEDALHA DE OURO. POUCOS, MUITO POUCOS. OS CAMPEÕES MERECEM SER TRATADOS, PELO SEU PAÍS, AO NÍVEL DA EXCELÊNCIA DO SEU DESEMPENHO. VEREMOS!
.

domingo, agosto 26

LIGAÇÕES PERIGOSAS

.

SANTA CRUZ DE COIMBRA

Como já antes disse concluí, no período de férias, a leitura de “D. Afonso Henriques”, de José Mattoso. Os últimos sublinhados de leitura que aqui deixei datam de há mais de um mês. Vou agora reiniciar a sua publicação quer pelo interesse que a leitura me suscitou, quer pelo importância que atribuo à divulgação da história da vida do governante que mais tempo exerceu o poder em Portugal tendo sido aquele que, na verdade, assumiu, nas circunstâncias do seu tempo, a responsabilidade pela fundação da nacionalidade. As notas de leitura constam sempre de excertos cuja selecção é meramente subjectiva e, neste suporte, nunca podem ser excessivamente longas.

“Santa Cruz de Coimbra, graças a um conjunto raro de circunstâncias, é a instituição religiosa medieval portuguesa acerca da qual possuímos, de longe, mais informações, graças ao facto dos seus cónegos terem redigido, ainda durante o século XII, ou seja, bastante perto dos acontecimentos que relatam, não só três textos narrativos ainda impregnados do fervor do impulso inicial – a Vida de Telo (o Fundador) -, a Vida de Teotónio (o primeiro prior) e a Vida de Martinho de Soure (o clérigo exemplar) , como também vários textos normativos muito pormenorizados. (…) Estes textos desmentem a impressão de região periférica com que tantas vezes, frequentemente com razão, se classifica Portugal no contexto da história europeia.”

In “D. Afonso Henriques” de José Mattoso, ”7. Santa Cruz”, pgs. 83/84 (21).
.

ai, simplex!

Acabei de ler, no café, ao pequeno-almoço, a última crónica do EPC, publicada no “Público”. Ao contrário do que o título da crónica pode levar a intuir não se trata de uma crítica ao “simplex”. Trata-se antes de uma crónica acerca do quotidiano, à maneira do EPC, que, no fundo, passa a mensagem de que é preciso ir mais longe no combate à burocracia. A nossa amiga I., uma brasileira jovem, quadro de elevado potencial, confronta-se com o mesmo problema: tem toda a documentação em ordem mas alguém, em nome não se sabe de que interesses, lei ou “indisposição burocrática” resolveu dificultar-lhe a vida. Por esta hora o EPC vai a caminho da sua “última morada”. Não gostei da institucionalização dos elogios fúnebres. Assaltou-me a sensação amarga de terem sido escritos pelos assessores. Os “intelectuais públicos”, como titulava ontem o Público, na sua edição on line, correm sempre o risco de lhes ser servido um “funeral de estado”, mesmo informal, a que se seguirá a função toponímica … e está o assunto arrumado! Mas o EPC não deixou expressa vontade contrária nem consta que possa escrever a crónica do seu próprio funeral!
.
Olhem aqui esta bela homenagem.
.

sábado, agosto 25

EDUARDO PRADO COELHO

Eduardo Prado Coelho morreu. Podia mesmo não se concordar com as suas opiniões. Podia desconfiar-se do seu percurso de ensaísta e crítico ou das suas opções políticas, aparentemente, contraditórias ao longo do tempo. Mas, no que me toca, devo reconhecer que foi uma figura que me influenciou fortemente, desde a minha juventude, quer nas leituras, quer nas opções culturais e ideológicas. Não há volta a dar. Honra à sua memória.
.
A Crónica de Ontem no "Público"
.
Todas as Crónicas de Eduardo Prado Coelho no "Público"
.

GRÉCIA


Para que se tenha a noção da tragédia que assola a Grécia, como Portugal, membro da UE. O Presidente da Comissão é português e Portugal preside ao Conselho Europeu. Façam qualquer coisa. Solidariedade, precisa-se!
.

sexta-feira, agosto 24

A PERCEPÇÃO E A REALIDADE

Posted by PicasaImagem daqui

"A realidade não tem qualquer importância. Só a percepção importa".

É esta a grande marca da política nos nossos dias. Por isso a realidade desprezada, por vezes, revolta-se e mata a percepção. Nessa altura os políticos entram em declínio e, finalmente, caem. O que salva a comunidade da morte física (a guerra) ou da morte cívica (o cinismo) é a democracia que permite derrubar, em paz, os políticos que desprezam a realidade.
.

quinta-feira, agosto 23

Sacco e Vanzetti

.

SCOLARI, O FIM?

Posted by PicasaImagem daqui

Ontem vim a correr para casa para ver o Arménia Portugal. Mais valia ter ficado sossegado. Como acontece em todas as áreas de actividade, que envolvem a gestão de equipas, a era de Scolari, em Portugal, pode estar a aproximar-se do fim.

Scolari acomodou-se, parece prisioneiro de compromissos extra futebol, mostra falta de capacidade para inovar, perdeu carisma e arrasta os pés na gestão da equipa. Não quero ser pessimista mas os próximos jogos da selecção, caso Scolari não mude de atitude, podem ser um desastre.
.

terça-feira, agosto 21

O BENFICA

Posted by PicasaImagem daqui

Ponho-me a dizer que não há incêndios e zás! Ponho a dizer que não há notícias e zás! No balanço deste mês de soma zero salva-se o Benfica. Se não fosse o glorioso, de Vieira, Santos, Camacho e Cª, não havia verdadeiras notícias globais à medida, claro está, da paróquia. Mesmo na desgraça o Benfica é grande. E ainda por cima é daquelas instituições género Fátima – a das aparições – que incorporam a fé. Podia era ter um bocadinho mais de qualidade nos rituais que lhe compete oferecer aos fiéis...
.
RADARES EM LISBOA - Pela conversão do limite dos 50 Km/h. em 80 Km./h (Uma petição razoável.)

segunda-feira, agosto 20

O MILHO

.
Como está visto não há notícias de jeito e então aí vai milho! Além de terem destruído um hectare de milho ao homem vem a saber-se que, afinal, quem esteve por detrás da coisa foi o governo através do Instituto da Juventude. Terrorismo de estado está bem de ver!
.

domingo, agosto 19

LEITURAS

Posted by PicasaFotografia daqui

As férias dão (quando dão!) para avançar algumas leituras. Nestas férias, que já se finaram, concluí a leitura de “D. Afonso Henriques”, de José Mattoso, de que, em breve, darei mais notícias, reli a Poesia III, de Jorge de Sena, de que publicarei uma selecção pessoal no Caderno de Poesia e avancei muito a leitura da “Longa Marcha” e de “Las Palabras Son Islas - Panorama de la poesía cubana - Siglo XX".

Desta última leitura, ainda referente às férias cubanas, aqui deixo o poema “Canción Antigua al Che Guevara” de Mirta Aguirre que pode ser encontrado numa belíssima antologia virtual da poesia cubana.
.

sábado, agosto 18

A TRAGÉDIA NO PERU

Revista da Imprensa peruana:
.

INCÊNDIOS

Posted by PicasaFotografia daqui

Já vai muito adiantado o mês de Agosto e nada de incêndios florestais daqueles que dão para produzir directos à beira das chamas devastadoras. O povo a vituperar os governos, a amaldiçoar a falta de meios e os atrasos no socorro, chorando, horas a fio, em directo, a destruição de habitações, culturas e gados. Tudo pode ainda acontecer este verão mas está a fazer-se tarde … e os editores dos telejornais sofrem com os alinhamentos … ainda para mais com o Prof. Charrua e a Dra. Dalila de férias … morre-se de tédio!
.

sexta-feira, agosto 17

GR 22 - GRANDE ROTA DAS ALDEIAS HISTÓRICAS


Fotografia de Pedro Pedrosa

Ora vejam lá que hoje foi colocado, por António Santos, a propósito de um post antiquíssimo, o seguinte comentário que agradeço:

Olá
Depois de ter feito o caminho francês de Santiago de Compostela despertei para a importância destas rotas na divulgação da região nos seus mais variados níveis. Devo dizer que a propósito do caminho francês para além de outras vertentes bem organizadas, é impressionante a sua marcação, ao ponto de qualquer caminhante em autonomia fazer o caminho sem necessitar de qualquer apoio tecnológico ou mesmo mapas convencionais.Este email serve para manifestar o meu apoio à GR22 e sua preservação
Cumprimentos

Fui em busca de informações actualizadas acerca deste projecto, coordenado pelo Pedro Pedrosa, no âmbito das actividades do INATEL, no tempo em que os animais falavam, e eis que descobri este diálogo recente. Estimulante!
.
.

quinta-feira, agosto 16

RADARES


Elena Kulikova

Lisboa/Radares: Mais de 64 mil infracções e um mínimo de 3.8 milhões de euros de receita em apenas um mês de actividade

Esta receita extraordinária pode encantar Teixeira dos Santos e, em particular, António Costa mas, convenhamos, que é daquelas operações que cheiram a “conto do vigário”. Hoje, ao fim da tarde, assisti, na Avenida de Ceuta, à actuação de uma patrulha da PSP, controlando a velocidade, através de um carro encoberto com radar, no troço contíguo a um dos radares fixos. Algumas ruas e vias rápidas da cidade foram transformadas em autênticas minas de ouro para o Estado e a autarquia à custa da imposição de limites de velocidade desadequados e, nalguns casos, praticamente impossíveis de cumprir. Excessos …
.

O IRAQUE, SEMPRE?


El Pais

Las víctimas mortales por la cadena de atentados suicidas sincronizados al norte de Irak ascienden a 500, según informan medios locales que citan fuentes oficiales y hospitalarias. La página web de la CNN se hace eco del aumento de las víctimas, citando fuentes locales. (…) Se trata del ataque más sangriento desde la caída de Sadam Husein.

Bush está a pouco mais de um ano do fim. Alguém vai ter de “fechar a porta”: uma herança terrível para a futura administração americana! Onde estão os arautos da invasão do Iraque? Será que o pior já passou?
.

quarta-feira, agosto 15

HUGO CHÁVEZ


Fotografia Daqui

Chávez presenta al Parlamento su propuesta de reelección indefinida

Ora aqui está um caso de estudo para todos aqueles que se preocupam com as questões da liberdade, da democracia, das formas de regime político e da sua evolução. Mais do que um caso de estudo este é um fenómeno preocupante que deveria levar a que se levantassem as vozes dos intelectuais e publicistas que todos os dias escrevem e se indignam com a “qualidade da democracia”. Não será a primeira vez, nem a última, na história, em que um “caudillo”, eleito democraticamente, se transformará num ditador. Eis uma boa causa, para que os democratas, de todas as horas, possam levantar a sua voz em defesa da liberdade.
.

segunda-feira, agosto 13

A FESTA DO FUTEBOL


Fotografia de A Defesa de Faro

Está de regresso a festa do futebol. Vezes demais estragada com jogos de bastidores, polémicas e paixões irracionais. Assinalo a efeméride porque o futebol, apesar do descrédito, me diverte e dá prazer. É um daqueles espectáculos que nunca me cansam. São tantas as variantes que ocorrem num jogo que a novidade sempre se sobrepõe à rotina. Paixão antiga que não se apagará jamais. Que havemos de fazer!

(A fotografia é de um jogo Farense (este ano na disputa da 1ª Divisão Regional do Algarve) com o Sporting, certamente nos inícios dos anos 70, disputado no Estádio de Alvalade, na qual se reconhecem, à primeira, Hilário (o nº3 do Sporting), Mirobaldo e Sério (do Farense) e julgo que Damas e Laranjeira do Sporting que já estava a ganhar por 2-0.)
.
"ESTÁ CERTISSIMO! HILARIO, MIROBALDO,SÉRIO,DAMAS E LARANJEIRA. PARABÉNS! Carlos Sério " . O Carlos Sério, num comentário no A Defesa de Faro, confirma a identificação dos protagonistas. Retirei as interrogações. Só falta confirmar em que Estádio decorreu o jogo.
.
Um comentário do Luis Filipe aponta a solução da última dúvida. Acho que ele tem razão: Parece-me que o campo era o do já demolido Estádio José Alvalade, antes da construção da Bancada Nova. A foto tem como 'pano de fundo' a chamada zona do peão. Quanto à data, só poderá ser uma de duas : 1971/72 (SCP-SCF = 2-0) ou 1972/73 (SCP-SCF = 4-0). Inclino-me mais para a 2ª data, por puro instinto ...Oxalá o Farense recupere depressa a sua antiga posição desportiva. [Acho que foi na época de 71/72. Na época seguinte o Hilário só jogou 2 jogos no campeonato.]
.
O Carlos Maria, em comentário, confirma Alvalade mas apresenta legítimas dúvidas: Só mais uma achega para identificação do estádio. Parece, de facto, o velho peão do Estádio de Alvalade. Julgo entrever, de alguma forma, a velha pista de atletismo, de cinza. Mas não se vê a pista de ciclismo que, nessa altura, ainda existia. Estaria "invadida" por espectadores, como algumas vezes vi, em grandes jogos? Ou o ângulo da fotografia não é propício? A verdade é que, sem qualquer desprimor para o Farense, não me parece que o estádio estivesse assim tão cheio que justificasse "invasão". E daí, quem sabe? Vi isso contra o Porto, por exemplo e creio que contra uma grande equipa da Académica, por exemplo. Aqui entre nós, pergunto a mim próprio o que ia eu fazer a Alvalade, sem o Benfica ...?Em suma: não creio que seja o Estádio de S. Luís, que não tinha pistas. Mas será mesmo Alvalade? [Talvez o Carlos Sério posso esclarecer a coisa!]
.